Mostrando postagens com marcador Jurubebas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jurubebas. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, dezembro 10, 2020

Entre plantas e livros


Entre plantas e livros


Como está sua vida na quarentena? A pandemia mudou somente um pouco sua rotina ou abalou totalmente seu modo de ver e de viver a vida?
Sim, vivemos uma situação nova, nunca imaginada. É a vida adaptada a um só lugar: nossa casa. Quando saímos - se saímos, utilizamos máscara, levamos conosco álcool em gel e muita preocupação. Entrar em supermercados? Alguns arriscam sem muito medo, outros entram sem tocar em nada e com luvas de plástico. E você, como faz? Compra pra entrega?
Aqui em casa, fazemos as compras de supermercado e farmácia pelo WhatsApp. O on-line virou moda. E, pra não morrer de tristeza diante de tantas mortes e de tédio por não poder ir naqueles nossos lugares favoritos, inventamos, criamos, trabalhamos em casa.
Minha rotina mudou bastante. Saía muito pra restaurantes, feiras, parques, lugares ao ar livre e também, shoppings, apesar deste último não ser meu lugar preferido. Mas nem todos pensam assim, tínhamos que acompanhar a família...
Hoje nos dividimos entre ajudar em casa - não temos mais ninguém pra ajudar nas tarefas domésticas e trabalhar pela internet. Minhas caminhadas - e nossas, da família - saíram das ruas e parques e passaram para o quadradinho do quintal. Em casa fazemos de tudo para passar o tempo, desde artesanato com retalhos de tecidos, desenhos, colagem e dobraduras de papel. E livros, muitos livros. Mas, temos também plantas. Se não fossem elas, diria que ficamos congelados no tempo dentro de uma nave espacial. Feliz daquele que tem plantas, mesmo dentro de um apartamento. Elas nos salvam. No fim de semana passado, por exemplo, eu e minha filha colhemos jurubebas. Muitas jurubebas. Veja o resultado dessa colheita nas fotos que fiz. Tem até uma receita bem fácil e rapidinha de conserva de jurubeba.
E assim seguimos aguardando as surpresas que a vida ainda nos reserva.
E você? Como está sendo sua nova rotina? Você faz algum trabalho manual? Escreve? Cuida de plantas como eu?


Jurubebas colhidas em meu quintal

Folhas e frutos da jurubeba

Debulhando os cachos de jurubeba

Folhas e frutos


Fervendo as jurubebas

A conserva já pronta - Reaproveitei potes de geleia

A Conserva

Depois de debulhar e lavar as jurubebas, deixe de um a dois minutos em água fervente e jogue fora a água. Repita a fervura duas ou três vezes. O processo de deixar em água fervente é para amenizar o gosto amargo que as jurubebas têm. Depois de escorrer pela última vez, encha potinhos de vidro já esterilizados. Acrescente em cada pote uma colher de sal (colher de chá cheia), três dentes de alho (inteiros ou não), vinagre de sua preferência (nesta eu usei vinagre de maçã) e cubra com uma camada de óleo ou azeite. Depois de bem frio, guarde na geladeira e deixe alguns dias antes de usar. É para curtir e ficar com aquele sabor delicioso. 

Dedico essas conservas a duas pessoas queridas que amam muito jurubeba, minha mana Ana Rosa e minha sobrinha Marise. Quando a pandemia acabar, faço mais e levo pra vocês, se Deus quiser. 

Nota: Reutilizei potes de geleia. Geralmente faço nossas geleias, mas para variar com frutas nem sempre disponíveis, compramos algumas. Essas dos potes eram de framboesa e de amora.

------------

Clique na palavra jurubeba aqui embaixo e leia mais sobre essa plantinha usada em pratos típicos de Goiás e Minas. 

------------