Mostrando postagens com marcador Árvores do Brasil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Árvores do Brasil. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, outubro 22, 2012

Via Natureza: Sete Belezas da Flora Brasileira Encontradas no Cerrado

Paineira-vermelha - Flores que parecem feitas de feltro coberto com seda
Paineira-vermelha, paineira-vermelha-da-índia (Bombax ceiba L). Família das malváceas. Em época de floração cobre-se toda de vermelho. Fiz essas fotos anteontem, sábado dia 19, no Jardim Botânico de Brasília. Havia poucas flores em

quinta-feira, setembro 29, 2011

Via Verde: As Flores-velas da Sibipiruna




 -----------
Estamos dando uma pequena pausa na Série Orquídeas, abrindo espaço para uma árvore bem brasileira, a bela Sibipiruna. 

-----------

Sibipiruna (Caesalpinia peltophoroides Benth). Família das leguminosas (ou das fabáceas, segundo a nova classificação da botânica). É largamente usada no paisagismo de ruas, avenidas e praças na maioria das cidades brasileiras, enfeitando-as com suas vistosas flores que mais parecem velas amarelas. Está em plena época de floração neste mês de setembro, como podemos ver através dessas fotos, feitas dia 15, aqui em Brasília.

------------

Nota: Ontem, esperando a tartaruguise da Internet - e querendo apressá-la - rodopiei a setinha; deve ter passado, em milésimos de segundo, sobre "Publicar Postagem". Percebendo o erro, em menos de meio minuto o corrigi, mas já era tarde: os feeds já tinham distribuído o post. Estava editando fotos da orquídea Potinara (Pot) para a Série Orquídeas. Sei que muitos de vocês devem ter clicado para ver as flores. Desculpem. As fotos serão postadas na próxima semana.  

------------------------------

segunda-feira, fevereiro 14, 2011

Via Verde: Tulipa-africana, Bisnagueira ou Xixi-de-macaco

Tulipa-africana ou bisnagueira - As flores lembram tulipas e os botões parecem bisnagas.



Lateral de uma flor da bisnagueira - Atrás: tronco da árvore

Flor da bisnagueira. Notaram o que está dentro, se deliciando com o mel da flor? 

Destacando as folhas...

Galhos floridos

A bisnagueira é uma árvore que pode atingir até 25 metros, mas, de acordo com a região, geralmente mede entre 7 e 15 metros.

Mudinha de bisnagueira
Xixi-de-macaco? Por quê? Compreenda vendo as fotos.

As crianças - de 8 a 80 - costumam brincar com os botões da bisnagueira assim:
Retiram um botão... 

Cortam a pontinha dele...

... e um líquido transparente começa a jorrar...  

...como um xixi... 

Tulipa-africana, bisnagueira, xixi-de-macaco, tulipeira-do-gabão, chama-da-floresta (Spathodea campanulata). Família das bignoniáceas. As flores lembram tulipas e os botões parecem bisnagas, daí esses dois primeiros nomes. Originária da África tropical, adaptou-se muito bem ao clima do Brasil. Aqui em Brasília é vista em todos os lugares. Está nos parques e em quase toda quadra. Atrai abelhas e pássaros, principalmente os beija-flores.

--------------

Estamos recebendo emails de amigos relatando problemas com a postagem de comentários. Segundo eles, está muito difícil postar algum comentário desde que mudamos o layout do blog. Estamos verificando como devemos fazer. Obrigada pelo alerta  e uma divertida semana - com ou sem xixi-de-macaco...

-----------------------------

domingo, janeiro 02, 2011

Via Verde: Feliz 2011 com a Cor do Brasil do Ipê-amarelo Homenageando Uma Mulher na Presidência


Ipê-amarelo - Amarelo-ouro ao amanhecer do dia (Foto feita às 6:46 h). 

Ipê-amarelo em pleno sol da manhã (10:49 h).

Flores do Ipê-amarelo para nossa Presidente eleita Dilma Rousseff

As flores dão lugar às vagens plenas de sementes.

Sementes de Ipê-amarelo - Que nossa presidenta lance muitas sementes no solo fértil deste país, escrevendo, assim, páginas novas de amor e esperança a todos os brasileiros.  

Hoje o Brasil acordou comandado pelas mãos, cabeça e coração de uma mulher. Mulher idealista, guerreira e vencedora. Venceu os porões da ditadura, venceu um câncer linfático e venceu as eleições para presidente do Brasil. Votei, no primeiro turno, para outra mulher também idealista, guerreira e vencedora, Marina Silva, sabendo que haveria um segundo turno tendo Dilma Rousseff como a grande favorita das eleições de 2010.  

Quero homenagear a mulher mãe, avó, e agora presidenta, com as cores do Brasil, representadas na árvore-símbolo do Brasil, o ipê-amarelo. 

O ipê-amarelo floresce a partir de agosto; as flores dão lugar a cachos e mais cachos de vagens verdes que guardam dentro de si inúmeras sementes. Dilma Rousseff floresceu nos corações dos brasileiros e agora, plena de sementes, vai lançá-las na terra fértil deste nosso país-continente. Que Deus a proteja e a abençoe, dando-lhe sabedoria dia após dia. 

---------------

Aos amigos seguidos e seguidores: Há alguns meses adicionei a este blog um gadget de pesquisas com o título Ache fácil (Ver na lateral direita). Não para pesquisas gerais, mas para as postagens dos blogs parceiros e amigos e, claro, dos posts do Multivias. Hoje, querendo saber sobre as novidades de Ano Novo de nossos amigos, fiquei surpresa e contente. Apareceram dezenas de blogs - oito páginas! - com posts saudando 2011. Para todos vocês, um Novo Ano com muita Paz, Saúde, Amor e Realizações pessoais e profissionais!         

---------------------------

quinta-feira, dezembro 09, 2010

Via Verde: Folhas Milagrosas ou Folhas Mágicas, Chapéu-de-sol ou Figueira-da-índia


Folhas da figueira, conhecidas como folhas milagrosas ou folhas mágicas.

Folhas e frutos da árvore figueira.
Copa de uma fiqueira, conhecida também como chapéu-de-sol ou chapéu-de-praia.

Figueiras dando sombra aos carros, em Brasília, no estacionamento do Hospital Brasília.

Figueira, terminália, amendoeira, amendoeira-tropical; em Santos (SP), é conhecida como cuca. Já em Angola seu nome é figueira-da-índia*. (Terminalia catappa é seu nome científico). Família das combretáceas. Por sua imensa copa é também chamada de chapéu-de-sol, chapéu-de-praia, guarda-sol ou guarda-chuva, sendo por isto usada em estacionamentos ou grandes áreas. As árvores das fotos estão no estacionamento que fica em frente ao Hospital Brasília.
Seus frutos, parecidos com figos - daí o nome 'figueira', são comestíveis. Quem os ama são os morcegos.
Medicinal, tem um largo uso, por isto chamada de árvore das folhas milagrosas ou folhas mágicas. Como não temos nenhum conhecimento sobre o uso de plantas medicinais, preferimos deixar este assunto para os especialistas. Aqui apenas mostramos a beleza das plantas, tentando incentivar seu plantio e preservação.

--------------

*Há uma outra planta com este mesmo nome, figueira-da-índia. É uma suculenta, mas especificamente, um cacto gigante, com frutos comestíveis e medicinais, também parecidos com figos; a diferença é que, naqueles, há pequenos 'espinhos' em volta dos frutos.

---------------

O Natal está chegando. Este ano estamos reprisando algumas postagens dos anos anteriores. Veja na lateral direita em Postagens de Natal.

 ---------------------------

segunda-feira, novembro 22, 2010

Via Verde: As Flores do Mimoso Jacarandá-mimoso

Entre folhas de um verde claro, os cachos de flores azuis...
... Aparecem aqui e ali...
... Até o mimoso jacarandá-mimoso ficar todo azul.
As flores são duradoras, mas depois dão lugar às vagens cheias de sementes. É o milagre da vida...
... que se renovará em novas árvores.

Jacarandá-mimoso, jacarandá (Jacarandá mimosaefolia). Família das bignoniáceas. Origem: América do Sul. Aqui no Brasil, é mais visto na região sul. Em Brasília, como já disse em outros posts, há pessoas e plantas de todas as regiões e climas. Logo, o charme do jacarandá-mimoso não poderia faltar. Está presente nas entrequadras das quadras (para quem não sabe, entrequadras são 'ruas' - ruas 'diferentes', como, aliás, tudo nesta cidade planejada - e quadras são quarteirões - também 'não normais'). Pode ter flores arrocheadas ou flores azuladas, como o jacarandá das fotos.
Um mimoso dia para você que também ama as plantas, esses seres que embelezam e dão alegria e vida ao nosso viver às vezes tão cheio de preocupações e atribulações.

--------------------------    

segunda-feira, novembro 08, 2010

Via Verde: As Três Cores do Flamboyant, a Musa das Árvores


Flamboyant vermelho - Apesar desse flamboyant ser uma árvore nova, sua copa dá uma grande e gostosa sombra. 

Minha filha, durante uma caminhada, passando sob o flamboyant.

Beleza da copa florida

Folhas, botões e flores do flamboyant

Flamboyant enfeitando o jardim do Tribunal de Justiça, em Brasília. 

Flamboyant, espelho d'água e fachada do TJ.

Flores e galhos retorcidos do flamboyant.
Flores do flamboyant - Veja, logo abaixo, esta foto em uma tomada mais próxima.

Sempre quis clicar as flores de um flamboyant bem de perto. Não são belas?
Flamboyant alaranjado - Três ou quatro árvores dando as boas vindas na entrada de uma lanchonete, na rodovia que liga Goiânia a Brasília (Lanchonete Jerivá).

Flamboyants do Jerivá

Flamboyant amarelo - Este está em Brasília, logo depois da Ponte das Garças - conhecida como 'a ponte do (Conjunto Comercial) Gilberto Salomão', no sentido Lago Sul - Plano Piloto.



As fotos deste flamboyant não ficaram muito boas porque foram feitas enquanto atravessávamos a ponte, com o carro em movimento. 
As três cores do flamboyant: Ao centro o flamboyant amarelo, ladeado pelo vermelho, à esquerda e pelo alaranjado, à direita.

Flamboyant, acácia-rubra, árvore-flamejante, flor-do-paraíso, pau-rosa (Deloniz regia). Família das fabáceas. O flamboyant é uma árvore de copa imensa, apropriado para lugares com amplo espaço. É considerado uma das árvores mais lindas do mundo. Sua sombra é apreciada por todos, principalmente para os amantes da natureza, que amam um bom pique-nique. Natural do Madagascar*, adaptou-se muito bem aos diferentes climas do Brasil. Nas regiões secas perde as folhas - ou parte delas. Há três cores de flamboyant, sendo o vermelho a cor mais comum, talvez pela beleza das flores com essa coloração mais chamativa e atraente. Uma segunda cor, também bastante vista, é a alaranjada. A cor amarela é a menos comum; o flamboyant com essa tonalidade é chamado 'Flavida'.       

As árvores das fotos

1- O primeiro flamboyant vermelho está em uma calçada, o que não é conveniente devido às suas raízes fortes, que ultrapassam a superfície, podendo danificar tubulações e muros. Apesar disso essa árvore dá uma sombra apreciada por todos que passam pela rua, pois a copa dos flamboyants são frondosas e nessa época do ano ele está lindíssimo, todo vestido de flores vermelhas. De longe dá para avistar sua grande e bela copa florida.

2- A segunda série de fotos é de um flamboyant também vermelho, que reina sozinho em um grande espaço. Está enfeitando o jardim do Tribunal de Justiça, em Brasília, dando um ar mais alegre aos passantes de cara séria e preocupada e com as mãos sempre abarrotadas de processos. 

3- O terceiro flamboyant é alaranjado e também, como o segundo, está plantado em lugar adequado. Ele está ao lado de uma grande lanchonete de beira de estrada. Aliás, não é um só flamboyant; são de três a quatro árvores que chamam a atenção por sua beleza. A lanchonete - e restaurante - tem o nome de uma palmeira do cerrado: Jerivá. De vez em quando paramos por lá para um gostoso lanche. Há sucos diversos e uma boa variedade de salgadinhos. Lá podemos saborear o apetitoso pão de queijo e as famosas pamonhas goianas, é claro. Gosto também dos pastéis de forno. O quatro queijos é de li ci o so! E... a higiene é nota dez - desde sua inauguração, há quase trinta anos, que os banheiros são de última geração, com aqueles plásticos rotativos nos vasos sanitários.Fica aí a dica para quem passa pela estrada Goiânia-Brasília - ou vice versa, porque tem também uma lanchonete Jerivá na direção contrária.

4- Já o quarto flamboyant é o amarelo, menos encontrado. Ele está logo depois que se atravessa a primeira ponte de Brasília, a Ponte das Garças. O interessante é que de longe, ainda na ponte, podemos avistá-lo, ladeado, a alguma distância, por dois outros: um de cor vermelha e um outro alaranjado.

Que essas quatro séries de fotos possam contribuir para um maior conhecimento sobre o flamboyant, essa árvore já bem brasileira, uma das mais belas do mundo, considerada a musa das árvores.    
... 
------------

*A ilha de Madagascar fica na África oriental, no oceano Índico, perto de Moçambique.  

--------------------------



segunda-feira, outubro 25, 2010

Via Verde: A Beleza Amarela do Guapuruvu


Em Brasília há pessoas de diferentes regiões do Brasil. Talvez por isto haja também árvores vindas de vários estados, como o guapuruvu. Natural da Mata Atlântica,* podemos ver essa beleza de flores amarelas contribuindo para uma maior diversidade da flora da capital candanga. Algum carioca - há muitos cariocas em Brasília - deve ter trazido em sua bagagem algumas sementes, para não perder de vista essa belezura que fica nua no inverno - totalmente sem folhas - mas se enfeita toda na primavera.  





Guapuruvu, guarapuvu, birosca, ficheira, pau-de-vintém, pataqueira e muitos outros nomes populares (Schizolobium parahybae). Família das fabáceas (ou leguminosas). É originária da Floresta Atlântica. De crescimento rápido, pode atingir, em pouco tempo, 30 metros de altura. Sua madeira é macia, por isto muito utilizada em artesanato e na fabricação de canoas. Perde as folhas no inverno e floresce na primavera. Suas lindas flores amarelas atraem abelhas. Tem tronco alto e reto, com uma copa rala. É muito usada em paisagismos de praças e parques. As árvores das fotos estão em um condomínio de Brasília. 

------------

*A Mata Atlântica ocupa totalmente três estados: Espírito Santo, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Ocupa também 98% do Paraná, bem como pequenas porções de onze unidades da federação. Vejam os seis biomas do Brasil no mapa abaixo (mapa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 


Mapa de Biomas do Brasil da Série "Mapas Murais" do IBGE (http://www.ibge.gov.br/)


---------------------------