Mostrando postagens com marcador A Natureza em Fotos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A Natureza em Fotos. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, abril 04, 2014

Via Natureza: Cafuné e Carinho nas Alturas






Nosso angiqueiro sempre servindo como pouso para nossos carinhosos amiguinhos. Veja mais fotos dessas belezuras através dos marcadores "Aves do Cerrado" ou "Papagaio" logo aqui embaixo.

quarta-feira, abril 18, 2012

Via Verde: A Exótica Rosa-do-deserto





Rosa-do-deserto, adenium, lírio-impala (Adenium obesum). Família das apocináceas. É uma planta perene, de clima quente, por isto pede sol pleno e pouca água. Originária do extremo sul da África e Península Ibérica.* Por armazenar água em suas folhas, caule e tronco, é chamada de suculenta. Alás, seu tronco é bem volumoso, como podemos ver através destas fotos feitas dia 14, sábado passado. Para se formar troncos maiores e com muitas ramificações, os amantes dessa bela e exótica planta deixam algumas raízes expostas, que, à medida que crescem, engrossam e tornam-se parte do tronco. Pode-se conseguir mudas através de sementes e estaquia.

A rosa-do-deserto, em condições ideais, pode atingir mais de três metros de altura. Possui variadas cores em tonalidades que vão do branco ao vermelho e vinho. Só conseguimos achar estas duas variedades, que clicamos com carinho, para você, que por aqui passa.

 

-----------------

*"A península da Arábia, por exemplo, liga os continentes da África e da Ásia e é quase toda constituída por um deserto. Aliás, é através de uma outra península, a do Sinai, que a península Arábica faz ligação com o continente africano." (Leia mais sobre a Península Arábica em: http://www.infoescola.com/geografia/peninsula/).

---------------------------------------------

quinta-feira, março 01, 2012

Via Verde: Bastão-do-imperador porcelana


Bastão-do-imperador 'porcelana'.
Em setembro, indo à Central de Flores do Ceasa de Brasília para fazer fotos de orquídeas, uma vistosa flor chamou minha atenção. Era bastão-do-imperador na cor chamada porcelana. Achei linda. Quando dei por mim já a tinha clicado. Pena ter feito apenas uma foto. Fica aqui para você neste primeiro dia de março.

Bastão-do-imperador, gengibre-tocha, flor-da-redenção (Etlingera elatior). Família das zingiberáceas. Tem esse nome devido uma longa haste que sai direto do chão.

Ótimo início de março!

-------------------------------------

quinta-feira, fevereiro 09, 2012

Via Natureza: Um Tucano em meu Angiqueiro

Ele apareceu no final da tarde de ontem. É um colorido e simpático tucano. No ano passado vi um bando deles, mas quando pequei minha câmera para clicá-los, eles já haviam voado. Este ficou um tempinho maior em meu pé de angico. Vejam algumas das fotos que consegui fazer. Não é mesmo um simpático e lindo tucano?  






--------------------------------------------

terça-feira, fevereiro 07, 2012

Via Natureza: Aves do Cerrado



A ave das fotos desse vídeo apareceu por aqui dias atrás. Deve ser uma ave de rapina. Você sabe identificá-la? Fiz as fotos em um abacateiro, nos arredores de Brasília. Veja mais:





Estas outras apareceram também este ano, no mesmo local. Na imagem abaixo podemos visualizar  melhor uma delas.

E esta, você sabe seu nome? Conte prá gente.

------------------------------

quarta-feira, janeiro 25, 2012

Via Natureza: Uma Hora no Jardim Botânico

Árvores e plantas diversas, borboletas, pássaros, outros pequenos animais e muito oxigênio. Em apenas uma hora de passeio em algum lugar arborizado nossos pulmões agradecem. Imagine-se então em uma reserva ecológica. Não, não só sonhe. Vá mesmo a algum parque.

Domingo passado, já no finalzinho da tarde, reunimos a família e fomos fazer caminhada no Jardim Botânico de Brasília. Chegamos mais ou menos às 15:45 h. O JBB fecha às 17 h; portanto, ficamos caminhando - em rítmo de passeio - apenas um pouco mais de uma hora. O suficiente para voltarmos totalmente revigorados.

Separei algumas fotos para nosso álbum de família e outras para tentar motivá-lo a também ir se revigorar. Veja, nas imagens abaixo, flores e árvores do Cerrado - o JBB é a maior reserva mundial em espécies do Cerrado, além de uma sequência de fotos mostrando o pulo de um macaquinho, entre outras amostras de nosso passeio.


Flores do Cerrado





Macaquinhos



O pulo do macaquinho 

Árvores do Cerrado






Anfiteatro ao ar livre





Com as chuvas de janeiro, a grama e o capim crescem mais rápido. 

Gostou? Pois saiba que é somente um pouquinho desse santuário onde ainda podemos ver paisagens naturais e ouvir o canto de pássaros. Então, motivado a passear em algum recanto verde? Vale qualquer lugar onde você possa ter um contato maior com a vida natural. Bom passeio.

------------------------------------

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Via Verde: Série Orquídeas - 15: Arundina

A orquídea das fotos de hoje, a Arundina bambusiflora é a terceira orquídea de chão desta série sobre as espécies de orquídeas. É a popularmente conhecida orquídea bambu. Com ela encerramos a Série Orquídeas desta primavera. Pretendemos continuá-la... Ano que vem, talvez? 

Arundina bambusiflora ou orquídea bambu
Canteiro de orquídea bambu

Bom início de dezembro!

-----------------------------------

quarta-feira, outubro 26, 2011

Via Verde: Série Orquídeas - 14: Orquídeas de Chão - 2: Epidendrum

Com os nomes populares de epidendro, orquídea-estrela e orquídea-crucifixo, este grande gênero de orquidáceas de chão, o Epidendrum, possui mais de mil espécies. Suas cores são bem variadas. Veja algumas nas fotos abaixo.


Epidendrum - 1

Epidendrum - 2
Epidendrum - 4

Epidendrum - 3
----------------

Para o próximo post desta série, fizemos algumas fotos de uma outra orquídea de chão, a orquídea-bambu (Arundina bambusifolia).

------------------------------------

segunda-feira, outubro 24, 2011

Via Natureza: Escondidinhos: Nossos Amiguinhos Alados - Vamos Brincar com Eles?

Oi amiguinho! Vamos brincar de pique-esconde? Estou em um pé de Anjico, em uma de suas grandes folhas-leque...

Como estou sempre em movimento, minha posição muda de foto para foto. Mas, se você observar bem continuo no mesmo lugar, ao lado de um tronco. Dá prá você me achar na foto abaixo?

Se você me achar, você é mesmo meu amigo!!!

Agora é a nossa vez; eu e meu companheiro estamos também em um angiqueiro. Acho que você vai me ver primeiro...  


...porque meu amigo está atrás de algumas folhas, em um outro galho, à minha direita. Achou? Você é o máximo. Nota dez para você. Continue brincando. Se você olhar para as árvores ao seu redor, vai descobrir muitos amiguinhos alados. Brinque sempre com eles, você na terra e eles no ar, claro. E lembre-se: Nunca aprisione um pássaro. Todos nós gostamos de viver livres e ficamos muito tristes dentro de uma gaiola. Você, eu, todas as aves ou qualquer outro animal...   

-----------------

Na próxima quarta-feira, mais um post da Série Orquídeas.

---------------------------

segunda-feira, outubro 17, 2011

Via Verde: Série Orquídeas - 13: Orquídeas de Chão - 1: Ludisia

A Ludisia é um gênero de espécie única, que é a Ludisia discolor, assim chamada pelas cores de suas folhas. Por ter apenas uma espécie, é a orquídea preciosa dos orquidófilos, chamada de orquídea-jóia. Suas flores são bem pequenas, porém suas folhas chamam nossa atenção por serem bem diferentes das folhas dos demais gêneros. Possum belos tons arroxeados. É uma orquídea de chão, ficando bem como forração, sendo assim bastante utilizada por paisagistas.

É a primeira orquídea de chão desta série. Já temos fotos das próximas a serem aqui mostradas, dos  gêneros Epidendro e Arundina.


Ludisia discolor 

Folhas da Ludisia discolor

----------------

Uma ótima semana!

----------------------------------

sexta-feira, outubro 14, 2011

Via Verde: Série Orquídeas - 12: Colmanara

A orquídea Colmanara (Colm), hoje rebatizada de Odontocidium Wildcat foi desenvolvida através do cruzamento destes três genêros: Miltonia x Odontoglossum x Oncidium. Entre as várias espécies, esta das fotos é uma das mais conhecidas por lembrar a pele de alguns animais. Seu cultivo não é dos mais difíceis, podendo ser cultivada até mesmo dentro de casa, segundo informações de orquidófilos.

Colmanara - 1
Colmanara - 2

-----------------
Até a próxima semana, se Deus quiser!
------------------------------------------------

segunda-feira, outubro 10, 2011

Via Verde: Série Orquídeas - 11: Laeliacattleya

As fotos de hoje são da bela e delicada Laeliacattleya (Lc.). É uma orquídea criada a partir dos gêneros Laelia x Cattleya. Mostramos hoje a Lc Mini purple "coerulia" (duas fotos) e a Lc Digger Orchidaid "Mandarim" (uma foto). Vejam:
Laeliacattleya Mini purple "coerulia" - 1
Lc. Mini purple "coerulia"
Lc. Digger Orchidaid "Mandarim"
-------------------

Quarta-feira, dia 12, comemorando o Dia das Crianças com: Fofuchos Cachorrinhos.

Sexta-feira, dia 14, continuação da Série Orquídeas.

------------------------------------------------

quinta-feira, outubro 06, 2011

Via Natureza: O Último Pé de Pequi

Foi em 1996 que conheci um condomínio nos arredores de Brasília, ou seja, há exatos quinze anos. Poucos lotes tinham alguma construção, apesar de já ter sido realizado tudo que havia sido planejado: ruas e avenidas largas com uma boa infra-estrutura, áreas verdes de acordo com as leis de proteção ambiental e proteção das nascentes ali existentes. Pensei: - "Um pedacinho do paraíso, ainda com seu bioma quase totalmente preservado". Nos lotes, mesmo demarcados, não havia cercas e a flora de um cerrado ainda virgem era abundante. Nos poucos lotes habitados, seus moradores conservavam algumas dessas plantas e plantavam outras, geralmente frutíferas. Talvez por terem sido os primeiros e, com certeza, serem pessoas que amavam e valorizavam o verde. Em relação às plantas, havia um pouco de tudo: ipês - amarelo, branco, roxo e rosa, caju do cerrado, barbatimão, lobeira, macaúba, quaresmeira e pequi, só citando algumas.  Era realmente um pedacinho do paraíso.

Pouco a pouco (Pouco a pouco?) as plantas foram desaparecendo, dando lugar a casas e mais casas. E, pior, com moradores bem diferentes dos primeiros: Constroem casas enormes, não respeitam as árvores nativas, arrancando-as e, quando deixam algum pequeno espaço - os lotes são de 800 a 1000 m² - plantam plantas 'da moda'. Planejados ou não por paisagistas, esses jardins são de arrepiar os cabelos, com plantas totalmente fora do contexto climático ou fora de seu habitat. Para eles, plantas nativas são consideradas 'mato' e como tal devem ser 'arrancadas'.

Dias atrás, dando uma volta pelo local e querendo fazer algumas fotos de pés de pequi, vi que não havia mais pequizeiros, até mesmo nos lugares onde antes podíamos ver dois ou três pés juntos. Andei por todo o condomínio e finalmente encontrei um pequizeiro espremido entre uma cerca e uma rua. Era o último pé-de-pequi daquele local.

Você se lembra como era seu bairro, sua comunidade rural ou urbana há mais ou menos dez ou quinze anos? Que árvores - ou plantas de um modo geral, desapareceram? O que está sendo feito para a não destruição das que restam?

Agora, 'as perguntas que não querem calar' que, aliás, estão sempre passeando por este blog : O que o Ministério do Meio Ambiente faz para orientar a população sobre a importância da flora nativa? Como conciliar habitação e preservação do meio ambiente? Como não destruir plantas nativas nos locais onde construimos? Onde estão as mudas para replante e como os órgãos competentes fazem para divulgá-las? Como não deixar mais plantas na lista de extinção? Onde estão as pesquisas que poderão nos orientar?

Precisamos com urgência de orientações e respostas.


O último pequizeiro - Foto feita em abril deste ano.

O mesmo pé de pequi em foto desta semana.

Parece que o bom pequizeiro está em perigo; vejam a terra revolvida para alguma  'obra'.

As últimas flores deste ano e pequenos frutos.

Galhos com folhas e frutos.

Flores caídas do pequizeiro.

Neste mês, na maioria dos pés de pequi, as flores já estão dando lugar aos pequenos frutos.  

O vídeo  abaixo é de uma música que homenageia os pés de pequi e demais árvores do cerrado. Foi feita pelo Professor Vivaldo e seus alunos de Taxonomia Vegetal, no Parque Estadual do Rio Preto. Nossa reverência a esse grupo. Muitos e muitos aplausus a todos eles, professor e alunos. Como diria Vinícius de Moraes, "Saravá", turminha do bem.

http://www.youtube.com/watch?v=P5APFx1Gr_E&feature=colike

-----------

Segunda-feira, continuação da Série Orquídeas, com a delicada Laeliacattleya.

Quarta-feira, dia 12, comemorando o Dia das Crianças com cachorrinhos muito fofos.

--------------------------