Mostrando postagens com marcador Folha-santa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Folha-santa. Mostrar todas as postagens

terça-feira, outubro 05, 2021

Folha-santa gigante


Folha-santa gigante. Compare com as folhas das outras plantas ao lado dela. 

Em um vaso grande, plantei sementes de tomate, melão-de-são-caetano, pimenta, erva-doce, entre outras. Já tinha no vaso algumas mudas de folha-santa. Tirei, deixando apenas uma para ter espaço para as mudinhas que começaram a nascer. À medida que cresciam, eu desbastava a folha-santa, tirando toda muda que nascia ao seu lado. Tirava também os galhos que saíam de seu tronco. Fui desbastando até ficarem só três folhas, elas  estavam viradas para fora do vaso, assim não fariam sombra para as mudinhas que cresciam rapidamente. Para minha surpresa, uma das folhas crescia mais, alongando-se dia a dia. Crescia muito e de suas laterais apareciam brotos. As folhas da folha-santa brotam nelas mesmas, é a chamada brotação múltipla.

Tempo seco e adubagem

Como estávamos no período seco - e em Brasília é ultra seco, a terra ressecava muito. Necessitava, pois, de cuidados como aguar com regularidade. Quando eu ia aguar, jogava a borra de café do dia ou, se tivesse feito algum chá, tudo que ficava dele no coador. Às vezes eu aguava também com a água que lavava o arroz. Portanto, nada de adubos. Ou melhor, a adubagem era feita com café, arroz e chás (risos). 

Folha gigante 

Quem tem folha-santa plantada sabe que elas se multiplicam rapidamente. Assim é aqui em casa. Mas folhas crescendo desse modo eu ainda não tinha visto. Confira as fotos e os minivídeos e surpreenda-se também com o tamanho que a folha está ficando. 



Para aumentar o tamanho dos vídeos, pince com os dedos, aumentando. 


Tentei medir a folha usando um escalímetro no lugar de fita métrica. Era o que estava à mão naquele momento.



Toda gravação feita no quintal aqui de casa, vem com um fundo musical: o canto dos pássaros. É um coral lindo que começa de madrugada e vai até o final da tarde. De vez em quando aparecem cantores diferentes, talvez atraídos pelas árvores. Fica a dica: Plante árvores!



———-
Veja mais postagens, neste blog, sobre a folha-santa:

1- Folha-santa I:

2- Folha-santa II:

3- Brotação múltipla da folha-santa:

———

segunda-feira, setembro 13, 2010

Via Verde: Folha-santa - III


Aqui está um exemplo de brotação múltipla da folha-santa: várias mudas saindo de uma única folha. Esta folha estava na própria planta. Mas, já vi muitas folhas brotando depois que caíram.


Um outro exemplo: Retirei uma folha grande da planta e enterrei seu cabinho na terra de um vaso. Algumas semanas depois, ela começou a brotar dos dois lados, em diferentes gemas.   


Frente e verso de uma folha brotando.





Estas duas folhas estavam caídas debaixo da planta-mãe. Uma em contato direto com a terra e a outra sobre folhas secas. Vejam: a primeira enraizou bem, permanecendo verde. A outra, apesar de estar secando e sem contato com a terra, também enraizou, porém suas raízes ficaram brancas. Isto mostra o grande potencial ativo da composição dessa planta.




Há pesquisas em várias partes do Brasil sobre esta e outras plantas, creio eu. Mas, será que essas pesquisas tentam, a fundo, descobrir os variados efeitos dos elementos de sua composição? Há recursos para isto, como há para as campanhas eleitorais milionárias? Fica a pergunta e o o resumo de uma pesquisa da Unicamp sobre a reprodução de plantas desse gênero:

Na Biblioteca Digital da Unicamp podemos ler: "Resumo: As espécies da família Crassulaceae se caracterizam por apresentar folhas com gemas capazes de se desenvolverem formando, por reprodução vegetativa, plântulas idênticas a planta-mãe. Na espécie estudada, Bryophyllum calycinum Salis., a brotação de tais gemas epífilas, ocorre somente quando a folha é destacada da planta-mãe. O objetivo deste trabalho foi a de estudar alguns fatores que controlam a brotação das gemas epífilas. De acordo com os resultados obtidos, verificou-se que o caule exerce uma grande influência inibitória sobre a brotação. Há indícios de que substâncias translocadas ascendentemente pelo caule é que estariam inibindo a brotação das gemas. Tais substâncias poderiam ser reguladores de crescimento. Dos reguladores de crescimento testados, somente GA3 e mais efetivamente 6-BA, inibiram a brotação das gemas epífilas quando aplicados em estacas e discos foliares. Portanto, fatores endógenos à planta estariam controlando a dormência e brotação das gemas epífilas de B. calycinum" ( In: UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal - Instituto de Biologia - Orientador: Ivany Ferraz Marques Valio).

-----------

Nota: Veja mais neste blog, sobre a folha-santa, através do marcador "Folha-santa", logo aqui embaixo. 

-----------------------------
Atualização (setembro de 2021):
Uma folha gigante da folha-santa. Veja as fotos e os minivídeos abaixo e também através da postagem “Folha-santa gigante”:



Folha-santa gigante 

Folha gigante da folha-santa 



————

segunda-feira, agosto 02, 2010

Via Verde: Folha Santa - II







Como prometi no post de 26 de julho, aqui estão as flores abertas da folha-santa. Coloquei em um vaso um daqueles cachos das fotos do post anterior; elas, as flores cápsulas, se abriram mas continuaram verdes. Essas das fotos aí de cima amadureceram no próprio pé. Vejam o tom róseo das cápsulas e o vermelho das pétalas. Na foto abaixo compare o cacho que se abriu fora da planta com um outro aberto naturalmente. 

  


-----------------------------

segunda-feira, julho 26, 2010

Via Verde: Folha Santa - I

Flores fechadas e folhas da folha-santa. Ao fundo, um muro recoberto com a planta unha-de-gato.

O que mais amo nessa planta, a folha-santa, além da beleza de suas folhas, são suas flores (são flores?). No início, antes de abrirem, parecem cápsulas que, ainda verdes, podem ser 'pipocadas', pois, ao apertá-las, emitem um ligeiro som de estouro. As fotos de hoje são de cachos de suas flores ainda amadurecendo. Vou, numa segunda etapa, mostrar também suas flores já abertas e, depois, a reprodução através, apenas, de uma folha. 



Flores fechadas da planta folha-santa. Ao fundo: Agave

Cachos de uma planta da família das crassuláceas - Folha-santa. Ao fundo: Agave, dracena e palmeira açaí.

Folha-santa (Bryophyllum calycinum). Família das crassuláceas. Sua reprodução é bem fácil: de qualquer pedaço de algum galho podem nascer várias mudas. Uma só muda em pouco tempo transforma-se em uma moita.  É uma planta medicinal. 

——-
Informações medicinais: Segundo o site Tua Saúde, usa-se a folha-santa para problemas do estômago como dor e indigestão, além de possuir “efeito anti-inflamatório” e ser cicatrizante, entre outras utilizações. Confira: 


-------
Atualização:
Achei importante deixar o link de um estudo desenvolvido pela USP sobre a folha-santa. Os pesquisadores tentam comprovar sua eficácia em tratamentos de úlcera:


——————-