Mostrando postagens com marcador Plantas do Cerrado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Plantas do Cerrado. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, agosto 12, 2013

Via Natureza: Imagens Daqui e Dali (2 de 4)

Carinha mimosa de uma moréia branca (dietes). 
Libélula na erva-cidreira

Grilo na sombrinha-chinesa

Pássaro se refrescando

Cigarra - Depois de cantar, abandono minha casca-casa.

Jacas
Azaléia

------------------------------

sexta-feira, agosto 09, 2013

Via Natureza: Imagens Daqui e Dali (1 de 4)


Inseto colorido

A série Imagens Daqui e Dali pretende mostrar algumas fotos selecionadas ente centenas de outras que fizemos nestes últimos quarenta dias. Tentamos mostrar imagens diversificadas da natureza. Em cada uma delas veja também nosso carinhoso agradecimento. Apesar deste blog ter permanecido algum tempo sem postagens, nossos visitantes não o abandonaram. Obrigada pelo carinho e confiança.    
Casas de joão-de-barro 



Encontro da natureza no girassol

Corujas - Todos os anos elas aparecem em nosso jardim e ficam no alto de uma moita de areca-bambu. Como são aves noturnas, passam o dia todo dormindo. 

Flores do sabugueiro
Alpínias
Alpínia rosa

-------------------------

quarta-feira, agosto 07, 2013

Via Natureza: Lírios no Cerrado




Os lírios não nascem só em terras férteis ou nos campos. Suas vestes majestosas, como são descritos em textos bíblicos, podem estar também em terras secas e em plena seca do planalto central, um dos locais mais secos de nosso país. É o que nos dizem esses lírios clicados por nós. Que vivam os lírios.

------------------------------       

domingo, março 31, 2013

Via Natureza: Flores da Aboboreira



Que a abóbora é um legume rico, nutricionalmente falando, acho que todos sabem. Suas sementes também são muito utilizadas. Agora, que suas flores são boas para nossa alimentação, poucos sabem. Eu pelo menos não sabia. Pesquisando sobre a abóbora descobri receitas feitas com essas flores amarelinhas. Até sucos.

As flores das fotos encontrei em um lote vazio no meio do mato. Chamavam a atenção por sua beleza. Amarelas com o centro laranja, aveludadas e parecendo trabalhadas como esses tecidos amassados tão em moda.

Feliz Páscoa com flores dos jardins, das hortas e até mesmo dos matos - as mais belas e naturais.

--------------------------------------

quarta-feira, novembro 28, 2012

Via Verde: Flores do Cerrado







O Cerrado está sempre enfeitado com flores de diversas cores. Neste mês de novembro cliquei algumas delas que ficam em uma 'rua ecológica' de um condomínio de Brasília. Chamamos assim porque é uma rua que fica no final do condomínio, sem casas e com a mata nativa preservada. Há até pequis e cajus do cerrado, aqueles cajus pequenos e bem doces. Mas, ficando só na florada, deixo aqui essas flores, algumas com seus

quinta-feira, novembro 22, 2012

Via Verde: Plantas Suculentas Enfeitando Jardins

Echevéria (Echeveria glauca)

As suculentas, aquelas plantas de folhas, caules ou tronco gordinhos, são bem práticas, principalmente para quem não tem muito tempo para se dedicar ao seu cantinho verde. Como fazem sua própria reserva de água, os esquecidos podem ficar sem problemas de consciência, pois elas não precisam de regas constantes. Alguns exemplos de suculentas: Rosa-do-deserto, flor-de-maio, onze-horas, dedinho-de-moça, algumas espécies de cactos e também de bromélias, entre muitas outras. Deixamos aqui algumas fotos feitas em jardins de nossa vizinhança para que você se inspire.


Dedinho-de-moça



Suculentas variadas

-------------------

Fotos: Plantas encontradas em jardins da redondeza onde moro.

Veja mais fotos de plantas suculentas em Dedinho de moça ou através do marcador Plantas Suculentas, logo aqui embaixo.

------------------------------------------

sexta-feira, agosto 31, 2012

Via Verde: Palmeira Bacuri




"Minha terra tem palmeiras / Onde canta o sabiá / As aves que aqui gorjeiam / Não gorjeiam como lá"... É assim que começa a Canção do Exílio de Gonçalves Dias e é assim que nos sentimos quando estamos longe de nosso 'torrão', longe de nossos jardins e de nossas matas. Essas três fotos fiz

terça-feira, maio 22, 2012

Via Verde: Jurubeba, a Delícia Amarga do Cerrado


Jurubebas colhidas, em ramos saindo de um galho e folhas.


Jurubeba: Folhas e frutos.


Jurubeba: Galhos espinhosos.

Jurubeba, jurupeba, gerobeba, joá-manso e outros nomes populares. (Solanum paniculatum L.). Família das solanáceas.

Que me lembre, comi jurubeba uma única vez, na chácara de uma amiga, perto de Hidrolândia, interior de

quinta-feira, outubro 06, 2011

Via Natureza: O Último Pé de Pequi

Foi em 1996 que conheci um condomínio nos arredores de Brasília, ou seja, há exatos quinze anos. Poucos lotes tinham alguma construção, apesar de já ter sido realizado tudo que havia sido planejado: ruas e avenidas largas com uma boa infra-estrutura, áreas verdes de acordo com as leis de proteção ambiental e proteção das nascentes ali existentes. Pensei: - "Um pedacinho do paraíso, ainda com seu bioma quase totalmente preservado". Nos lotes, mesmo demarcados, não havia cercas e a flora de um cerrado ainda virgem era abundante. Nos poucos lotes habitados, seus moradores conservavam algumas dessas plantas e plantavam outras, geralmente frutíferas. Talvez por terem sido os primeiros e, com certeza, serem pessoas que amavam e valorizavam o verde. Em relação às plantas, havia um pouco de tudo: ipês - amarelo, branco, roxo e rosa, caju do cerrado, barbatimão, lobeira, macaúba, quaresmeira e pequi, só citando algumas.  Era realmente um pedacinho do paraíso.

Pouco a pouco (Pouco a pouco?) as plantas foram desaparecendo, dando lugar a casas e mais casas. E, pior, com moradores bem diferentes dos primeiros: Constroem casas enormes, não respeitam as árvores nativas, arrancando-as e, quando deixam algum pequeno espaço - os lotes são de 800 a 1000 m² - plantam plantas 'da moda'. Planejados ou não por paisagistas, esses jardins são de arrepiar os cabelos, com plantas totalmente fora do contexto climático ou fora de seu habitat. Para eles, plantas nativas são consideradas 'mato' e como tal devem ser 'arrancadas'.

Dias atrás, dando uma volta pelo local e querendo fazer algumas fotos de pés de pequi, vi que não havia mais pequizeiros, até mesmo nos lugares onde antes podíamos ver dois ou três pés juntos. Andei por todo o condomínio e finalmente encontrei um pequizeiro espremido entre uma cerca e uma rua. Era o último pé-de-pequi daquele local.

Você se lembra como era seu bairro, sua comunidade rural ou urbana há mais ou menos dez ou quinze anos? Que árvores - ou plantas de um modo geral, desapareceram? O que está sendo feito para a não destruição das que restam?

Agora, 'as perguntas que não querem calar' que, aliás, estão sempre passeando por este blog : O que o Ministério do Meio Ambiente faz para orientar a população sobre a importância da flora nativa? Como conciliar habitação e preservação do meio ambiente? Como não destruir plantas nativas nos locais onde construimos? Onde estão as mudas para replante e como os órgãos competentes fazem para divulgá-las? Como não deixar mais plantas na lista de extinção? Onde estão as pesquisas que poderão nos orientar?

Precisamos com urgência de orientações e respostas.


O último pequizeiro - Foto feita em abril deste ano.

O mesmo pé de pequi em foto desta semana.

Parece que o bom pequizeiro está em perigo; vejam a terra revolvida para alguma  'obra'.

As últimas flores deste ano e pequenos frutos.

Galhos com folhas e frutos.

Flores caídas do pequizeiro.

Neste mês, na maioria dos pés de pequi, as flores já estão dando lugar aos pequenos frutos.  

O vídeo  abaixo é de uma música que homenageia os pés de pequi e demais árvores do cerrado. Foi feita pelo Professor Vivaldo e seus alunos de Taxonomia Vegetal, no Parque Estadual do Rio Preto. Nossa reverência a esse grupo. Muitos e muitos aplausus a todos eles, professor e alunos. Como diria Vinícius de Moraes, "Saravá", turminha do bem.

http://www.youtube.com/watch?v=P5APFx1Gr_E&feature=colike

-----------

Segunda-feira, continuação da Série Orquídeas, com a delicada Laeliacattleya.

Quarta-feira, dia 12, comemorando o Dia das Crianças com cachorrinhos muito fofos.

--------------------------

quarta-feira, março 09, 2011

Via Mensagens: Cantinho para Descanso

Nesta quarta-feira de cinzas, que tal um cantinho para descanso e reflexão?   

---------

Arbusto: Chapéu-de-napoleão. Foto feita em Goiânia.

----------------------

segunda-feira, março 07, 2011

Via Verde: Dente-de-leão ou Esperança

Flor da planta dente-de-leão.

Dente-de-leão (Taraxacum). Família das compostas. Planta medicinal. É uma planta PANC, ou seja, é uma Planta Alimentícia Não Convencional. Suas flores se transformam em pompons com mil e um fileretinhos leves e aveludados. Ao sopro do vento eles se espalham, semeando novas mudas. As crianças amam soprá-las.

É verdade que no Nordeste é chamado de 'esperança'?

Uma semana com a esperança de dias melhores!

--------------------------------

sábado, março 05, 2011

Via Mensagens: Urucum, Um Condimento Natural

Urucum, um condimento  natural. Confira o sabor das plantas regionais e coloque mais saúde em seus pratos.

--------------

Veja flores, frutos e sementes de urucum e muito mais através do marcador "Urucum", logo aqui embaixo.

---------------------------

sexta-feira, março 04, 2011

Via Viajando nos Sabores: Pequi em Lascas

Você pode tirar as lascas da polpa do pequi...

...Com uma faca, corte em volta do caroço do pequi, assim, tirando lascas... 

...Ou compre já prontinho, em conserva. Esses pequis em lascas compramos em Abadiânia, uma pequena cidade perto de Anápolis - GO.

Prefiro as lascas feitas na hora, com os pequis fresquinhos. Ganham em sabor. Com elas podemos fazer vários pratos. Para quem não conhece bem o pequi e tem medo de comê-lo por causa dos espinhos, a solução é comer o pequi em lascas, inclusive no famoso arroz com pequi.  

Na próxima sexta-feira, na Via Viajando nos Sabores, daremos algumas receitas com pequi em lascas. Entre elas: 'Arroz com frango, pequi e urucum' e 'Couve com pequi e yogurt'.

Amanhã: Foto de um cacho de urucum. Até lá!

-------------

Nota: Veja mais postagens com pequi clicando logo abaixo no marcador Pequi.

--------------------------

segunda-feira, janeiro 31, 2011

Via Verde: Pequena, Vermelha e Adocicada: Que fruta é essa?

Galhos com frutos maduros e amadurecendo.

Há alguns anos compramos uma muda de uma planta que diziam ser jambo. A plantinha foi crescendo e cada vez ficando mais diferente de um jambeiro. Quando começou a frutificar vimos que era uma fruta que não conhecíamos. O pior é que ninguém da vizinhança conhecia. É pequena, tem mais ou menos um quarto do tamanho de um jambo, vermelha e adocicada, quando madura. Você sabe que frutinha é essa?

Árvore com tronco e galhos finos.


Formato das folhas e frutinhas amadurecendo.


Que fruta é essa? 
Retiramos a pele de uma delas para mostrar a polpa.

A pele é bem fininha...



Cada uma das frutinhas possui duas sementes, parecendo uma semente dividida.


Duas frutinhas ao lado de um jambo.


Essa  foto foi feita ontem, domingo, após a colheita.

----------------------------