quarta-feira, janeiro 30, 2013

Via Natureza: Chuva em Serenata



Acordei com uma chuva fina caindo, no meio da noite. Eram acordes perfeitos, desses que nos embalam, com pingos nas folhas, nas calçadas, nas poças d'água, formando uma harmoniosa serenata tocada pela natureza.

Chove há mais de um mês aqui em Brasília. Chuvas com ventania, dessas de arrancar árvores; chuvas com raios e trovões, para assustar mesmo, e chuvinhas  'chove não molha' que não acabam, dia e noite, noite e dia...

Chuvaradas, chuvas, chuvinhas. Pinga aqui, pinga ali, pinga aqui, pinga ali, pinga mais forte, pinga devagarinho... E de pingo em pingo o dedilhar da natureza acorda acordes dignos de uma serenata de amor. Amor por você, amor por aquela plantinha que está com falta d'água, amor pelos animais, amor pela vida deste/neste  planeta.

Foi uma chuvinha assim, bem pinga pinga que embalou a madrugada de hoje dos brasilienses. Bem gostosa, com um friozinho que fez dormir... e sonhar.

-----------------------------------

Nenhum comentário: