Mostrando postagens com marcador Via Natureza. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Via Natureza. Mostrar todas as postagens

sábado, maio 15, 2021

Cantos suaves de pássaros

 


Cantos de pássaros, fontes, árvores... existe paz maior? 
Quando todos descobrirem a vida que existe na natureza
E souberem quão bom é semear e plantar
Em qualquer lugar 
Em todos os lugares 
Em casas, apartamentos 
No chão, em vasos
Nas janelas, nas escadas
A natureza será recuperada

Ouço o canto dos pássaros e dos fios d’água 
Que um dia todos possam também ouvir 
e com eles cantar 

quinta-feira, abril 22, 2021

Dia do Planeta Terra


Ilustração do alto (no balão): Parte da ilustração da capa do livro Balbúrdias na Quarentena, capa criada pelo artista plástico Sergio Ricciuto.

O sol nasce para todos, as plantas nascem sem rótulos e os rios, as fontes  e os mares oferecem água para quem por eles passam. Tendo por base essas verdades, o que nos afastou delas?


Somos mais de 7 bilhões de pessoas em situações às mais diversas. Gente como a gente, porém vivendo em extremos. 


Extremos de pobreza, onde a fome, a falta de saneamento básico e a falta de conhecimentos elementares matam. 


Os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), aprovados por unanimidade durante a Cúpula das Nações Unidas de 2015, falam exatamente sobre as soluções que podem levar a um crescimento sadio, sem os extremos sociais e econômicos. 


O que disseram todas as nações naquele dia histórico, significa: 


Para haver a continuidade da vida na Terra, precisamos repensar nossos modos de vida, SEM POBREZA E SEM FOME. Sim, estes são os dois primeiros objetivos dos ODS: sem pobreza e sem fome. Ou seja, ou mudamos toda a estrutura até hoje formada, onde consumismo anda ao lado de degradação e poluição ambiental, ou todos sofrerão as consequências climáticas advindas do modo desorganizado, desumano e inconsequente do mundo contemporâneo. 


Sustentabilidade 


Os 17 ODS se baseiam no ser sustentável e no desenvolvimento sustentável. 


Em sua etimologia, sustentabilidade vem de sustentável que, por sua vez, vem de sustentar. 


Sustentar é equilibrar, estar em harmonia, ter estabilidade.

Já o desequilíbrio, segundo o dicionário Aurélio on-line (3) é: "deficit, desarmonia, instabilidade, desigualdade".


É preciso que todos os seres estejam em equilíbrio em relação uns aos outros.   


Como alcançar esse equilíbrio? Através de uma consciência ecológica. Refletir e agir sobre questões sustentáveis e sensibilizar as pessoas sobre a importância da conservação do planeta, são pontos primordiais. Para isto é necessário que todos tenham um patamar de vida saudável; que empresas priorizem parcerias, repensem modos de produção com menos gastos e mais pesquisas para uma poluição zero; que organismos públicos e privados trabalhem com igualdade de direitos e de deveres. 


Os 17 ODS 


Sei que será longo falar sobre cada um dos objetivos, mas no Dia da Terra é primordial difundir, ou pelo menos citar, os ODS, para que mais pessoas se sensibilizem sobre a importância da sustentabilidade, seja ela ambiental, social ou econômica.    


Os 17 Objetivos

 Objetivo 1 - Sem pobreza: "O crescimento econômico deve ser compartilhado para criar empregos sustentáveis e promover a igualdade."

Objetivo 2- Fome Zero: "O setor de alimentos e agricultura oferece soluções fundamentais para o desenvolvimento, e está no centro da erradicação da fome e da pobreza."

Objetivo 3- Boa saúde e bem-estar: "Capacitar as pessoas a viver uma vida saudável e promover o bem-estar de todas as idades é essencial para o desenvolvimento sustentável."

Objetivo 4- Educação de qualidade: "Obter uma educação de qualidade é a base para melhorar a vida das pessoas e o desenvolvimento sustentável."

Objetivo 5- Igualdade de gênero: "A igualdade de gênero não é apenas um direito fundamental, mas também uma base necessária para um mundo pacífico, próspero e sustentável."

Objetivo 6- Água limpa e saneamento: "Água limpa e acessível para todos é uma parte essencial do mundo em que queremos viver."

Objetivo 7- Energia limpa e acessível: "A energia sustentável é uma oportunidade para transformar vidas, economias e o planeta."

Objetivo 8- Trabalho decente e crescimento econômico: "Precisamos rever e reorganizar nossas políticas econômicas e sociais para eliminar completamente a pobreza."

Objetivo 9- Indústria, inovação e infraestrutura: "Investimentos em infraestrutura são fundamentais para alcançar o desenvolvimento sustentável."

Objetivo 10- Redução da desigualdade: "Redução da desigualdade nos países e de país para país."

Objetivo 11- Cidades e comunidades sustentáveis: "O futuro que queremos inclui cidades que oferecem oportunidades para todos."

Objetivo 12- Consumo e produção sustentáveis: "O consumo e a produção sustentáveis visam "fazer mais e melhor com menos"."

Objetivo 13- Medidas de mudanças climáticas: "A luta contra o aquecimento global tornou-se uma parte inseparável para alcançar o desenvolvimento sustentável."

Objetivo 14- Vida aquática: "A gestão prudente de nossos oceanos e mares é vital para um futuro sustentável."

Objetivo 15- Vida terrestre: "O desmatamento e a desertificação representam grandes desafios para o desenvolvimento sustentável."

Objetivo 16- Paz, justiça e instituições eficazes: "Promover sociedades pacíficas e inclusivas, acesso à justiça para todos e fortalecer instituições responsáveis e eficazes em todos os níveis."

Objetivo 17- Parcerias para atingir metas: "Parcerias inclusivas baseadas em princípios e valores, uma visão comum e objetivos comuns são necessários."

Falamos um pouco no livro Balbúrdias na Quarentena sobre alguns desses objetivos. Dois exemplos: ao falar em pesquisas desenvolvidas na engenharia, na arquitetura e no design de interiores, com o intuito de encontrar soluções sustentáveis para construções e ambientes residenciais e públicos, estamos focando sobre "Indústria, inovação e infraestrutura" (objetivo 9); quando falamos sobre tentativas de despoluição de rios e mares, recuperação de florestas e redução do lixo diário, os focos são "Vida aquática e Vida terrestre" (objetivos  14 e 15).  

--------

 O Dia do Planeta Terra é comemorado no dia 22 de abril. Feliz Dia da Terra! 

--------

Nota: Este artigo foi republicado, um pouco resumido, em diversos sites e revistas, entre eles:

1) Viver Direito - Portal Jurídico Viver Direito

https://viverdireito.net/2021/04/22/dia-do-planeta-terra-e-preciso-promover-a-sustentabilidade/

2) Cento do Professorado Paulista - O Portal do Professor

https://www.cpp.org.br/informacao/ponto-vista/item/16744-dia-do-planeta-terra-e-preciso-promover-a-sustentabilidade

3) Revista Partes

https://www.partes.com.br/2021/04/22/dia-do-planeta-terra-e-preciso-promover-a-sustentabilidade/

4) Portal luso-brasileiro Splish Splash

https://www.portalsplishsplash.com/2021/04/dia-do-planeta-terra-e-preciso-promover.html

---------

O Artigo adaptado para publicação em outros sites:


Dia do Planeta Terra: é preciso promover a sustentabilidade

Por Luísa Nogueira*

Sensibilizar a sociedade para trabalhar a temática da sustentabilidade é algo que deve partir de todas as áreasNeste Dia do Planeta Terra, 22 de abrildata que representa a luta em defesa do meio ambiente, é necessário promover essa reflexão sobre a importância do planeta e o desenvolvimento de uma consciência ambiental.  Acredito que todos podem e devem promover essa conscientização. 


Somos mais de sete bilhões de pessoas em situações às mais diversas. Gente como a gente, porém vivendo em extremos desumanos. Extremos de pobreza, onde a fome, a falta de saneamento básico e a falta de conhecimentos elementares mata. Para ir a fundo sobre as questões sustentáveis basta pesquisar sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).


Esses objetivos compõem a Agenda das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável de 2030. Agenda essa que leva em consideração as prioridades para a sustentabilidade dos países e trabalha questões relacionadas ao meio ambiente na sociedade civil e no setor privado. Esse alinhamento gerou um comprometimento de todas as nações para a erradicação da pobreza, o enfrentamento da desigualdade e o combate às mudanças climáticas.


Os ODS falam exatamente sobre as soluções que podem levar a um crescimento sadio, sem os extremos sociais e econômicos. Os dois principais  princípios da ODS são referentes ao combate da  pobreza e da fome. Nesse sentido, é preciso repensar o modo de encarar o consumismo, a degradação e a poluição ambiental, para que todos deixem de sofreas consequências climáticas advindas do modo desorganizado, desumano e inconsequente do mundo contemporâneo.


É preciso que todos os seres estejam em equilíbrio em relação uns aos outros.  Mas como alcançar esse equilíbrio? Através de uma consciência ecológica. Refletir e agir sobre questões sustentáveis e sensibilizar as pessoas sobre a importância da conservação do planeta, são pontos primordiais. Para isto é necessário que todos tenham um patamar de vida saudável; que empresas priorizem parcerias, repensem modos de produção com menos gastos e mais pesquisas para uma poluição zero; que organismos públicos e privados trabalhem com igualdade de direitos e de deveres. 

______


*Luísa Nogueira é mestra em Linguística Aplicada, autora dos livros "Acalanto: Sou pássaro e poesia", "Letras Falam" e do recém lançado "Balbúrdias na Quarentena". Neste último ela também fala sobre problemas e soluções para um desenvolvimento sustentável.

-----------

Meu muito obrigada a todos eles.

quinta-feira, abril 15, 2021

segunda-feira, abril 05, 2021

Feriadão

Viajando? Ou curtindo nosso lugarzinho? Dá no mesmo, se o objetivo é descansar corpo e mente da agitação diária. Com paz no coração nossa cabeça desacelera, nosso corpo relaxa, nosso pensamento se abre para a contemplação do belo e a calma da natureza toca a sensibilidade de nossa alma. Assim, o corriqueiro, aquilo que não vemos, não observamos no dia a dia, vem agora de encontro aos nossos olhos. De passantes das estradas, caminhantes. Caminhantes da vida, caminhantes na vida. 

Estou assim, curtindo cada segundo desses dias de calma, vendo que a vida segue no mesmo ritmo em qualquer lugar do mundo. 

Sabe quando corremos na areia sentindo as ondas do mar batendo em nossos pés? Pois é, percebi até, em uma caminhada, o carinho recebido por um gatinho dentro de um carrinho... de bebê. 

Paz, calma, tranquilidade... estado zen para nosso feriadão.

—————

Este texto não é deste ano. Respeito o isolamento social e nunca falaria em viagens em plena pandemia, principalmente durante este ano de 2021, em que o aumento de infectados e mortos pela Covid19 é assustador. Ele foi publicado em meu ig do Instagram @naturezaemfoyosluisan no feriadão de Páscoa de 2018, com um minivídeo de uma gatinha. As fotos de hoje são de gatos de uma quadra de Brasília e foram feitas em 2015. 

—————

#feriadao #pascoa #pascoa2018 #paz #pazinterior #pazdeespirito #pazeequilibrio #pazeamor #zen #cronicadeluisan #meusescritos #fotoscomhistoria #photohistory 

#gatinhos #caesegatos #cat #chat #viajando #naturezaepaz #naturezabela #naturezaemfotosluisan

segunda-feira, fevereiro 22, 2021

Fotomensagem com azaleia

 O dia começa segundo o seu olhar. 


As azaleias já enfeitam este blog há muitos anos. Essa da fotomensagem foi postada na página “Viver Sustentável e Natureza”,  do Facebook, em 2014. Fizemos a foto na Escola Fazendária de Brasília (Esaf), em um canteiro de azaleias em frente ao espelho d’água. Ela teve mais de 400 curtidas com inúmeros compartilhamentos. Quando a replicamos, através das recordações que o face traz, ela já estava com quase 2 mil visualizações. 

Muitas azaleias para todos nós!

domingo, fevereiro 21, 2021

Volta ao blog com fotografia

Desde o final de 2020, estamos pouco a pouco voltando a este blog. Como muitos blogueiros e blogueiras, com a expansão rápida e abrangente das redes sociais, entre 2010 e 2015, as postagens em blogs ficaram em segundo plano. Para muitos de nós era difícil, ou mesmo quase impossível, manter nossa presença aqui e lá. Principalmente para aqueles que, como nós, mostram matérias autorais, ou seja, originais.  

Hoje, com as facilidades de compartilhamentos entre as diversas plataformas, fica mais viável a continuação de posts em blogs porque, com um simples clique, nossos textos, fotos, vídeos ou gifs espalham-se pela internet. Assim, Facebook, Instagram, Twitter e demais redes são facilmente interligadas aos sites e blogs. 

Hoje trago fotos postadas no Instagram há alguns anos. Fiz essas fotos nos arredores de Brasília. Para que haja uma continuidade, nesse primeiro momento vamos intercalando postagens inéditas com posts deixados por nós nas plataformas sociais. Que nossos amigos blogueiros se animem a fazer o mesmo, para que conteúdos verdadeiros consigam ultrapassar e derrubar as propagadas e tão perigosas fake news. 

Árvore antiga do cerrado

Nota: Inauguramos, com o post “Volta ao blog com fotografia”, uma nova fase do Multivias, com o domínio.com com nosso nome. Queria deixar  apenas “luisanogueira”, mas não estava disponível. Que essa nova fase traga bons ventos aos nossos blogs. Tim-tim, gente amiga?

————-

Nota: As fotos da árvore são deste blog, de um post de 2012. Confira: https://www.luisanogueiraautora.com.br/2014/01/via-natureza-ceu-paisagens-e-formas-do.html?m=0

—————



sábado, dezembro 05, 2020

Vem brincar comigo, vem

 



Vem brincar comigo, vem!
Era uma vez um passarinho que queria muito ter um amigo.
Ele sonhava conversar e pular voando nos galhos das árvores... com seu amiguinho.
Mas seu amigo estava dentro de um quadrado...
.
.
.
Continue a história...
.





sábado, agosto 29, 2015

Via Natureza: Brasília em Agosto

Brasília em agosto é um caos. A umidade do ar é tão baixa que os hospitais ficam lotados, principalmente de crianças e de idosos. Suas quadras, sonho de todos que gostam de andar entre belas paisagens, ficam vazias. Só podemos nos arriscar muito cedo, antes de 7:00 horas ou depois das 17:00 h. Fora desse horário é quase impossível, tamanha a secura desta parte do planalto. Bem pensaram seus fundadores ao criarem o Lago Paranoá em volta de todo o Plano Piloto.

Ontem no finalzinho da tarde fizemos uma pequena caminhada. Registramos em fotos como a seca transformou a vida de nossa cidade. Vimos a resistência das flores do ipê-amarelo a sobressaírem por entre o cinza da paisagem morta. Não por acaso ele é o símbolo do Brasil. É tão resistente quanto nós, brasileiros; mais adiante é uma mini moita de relva que insiste em brotar e florir; alguns passos depois a beleza da flor ave-do-paraíso nos encanta. Elas não estão nem aí para o clima seco do cerrado. 
Água, água! Por favor chuva boa, venha logo. Como precisamos de ti!

O ipê-amarelo sobressai entre a paisagem seca

Céu cinza e árvores à espera de uma chuva que não vem

A grama antes toda verde, agora totalmente seca

Alguns jardins continuam verdes em contraste com a paisagem seca das quadras 

Folhas secas por toda Brasília

A relva insiste em brotar e florir

A flor ave-do-paraíso continua bela; não está nem aí para a grama seca à sua volta

-------------------------------

sábado, julho 25, 2015

Via Natureza: O Canto do Pássaro


Ele estava em um arbusto seco, mas cantava como se anunciasse algo muito bom. É assim que devemos encarar a vida, mesmo com 'galhos secos' à nossa volta. A vida é feita de alegrias e tristezas, mas saber contornar as fases ruins prolonga os momentos felizes.



terça-feira, janeiro 06, 2015

sábado, agosto 23, 2014

Via Natureza: Crescimento de um Ipê do Cerrado

Ipê bebê em 2012
Neste post, as fotos falam por si mesmas.


Ipê-amarelo do cerrado em agosto de 2012

O mesmo ipê este ano - foto feita domingo passado

O ipê em agosto de 2014 - Está bem maior



----------------

As fotos abaixo foram feitas ontem. Nesta época do ano é assim, o amarelo do ipê colore o céu e o chão de Brasília.

Ipê-amarelo

O céu e o chão de Brasília coloridos de amarelo


Veja mais postagens sobre os ipês do cerrado, neste blog, através do marcador Ipê logo aqui embaixo.

-------------------------------------

quinta-feira, junho 05, 2014

Via Natureza: Dia Mundial do Meio Ambiente


Foto feita dia 30 de setembro de 2011, no dia de um fenômeno natural raríssimo, chamado Halo Solar. Com uma pequena câmera, sem os filtros necessários - a pressa do registro! - tentava me proteger dos raios solares enquanto clicava. Por isto nas imagens feitas aparecem também o beiral do telhado de nossa casa e a copa de algumas plantas. Meu pé de angico, meu pé de urucum, minhas palmeiras, minhas dracenas-fragans e até um galho de minha mussaenda-vermelha me deram abrigo e proteção - Os pronomes possessivos são porque amo minhas plantas, não se espante. Elas sabem que é excesso de carinho e que elas existem para o bem de todos nós. 

Revendo hoje essa foto, no Dia Mundial do Meio Ambiente, não tenho como não pensar em quão grande e misterioso é nosso planeta e nosso universo. Na imagem percebe-se claramente um avião no círculo formado pelo sol. O avião ficou minúsculo perto de seu brilho. Que neste Dia Mundial do Meio Ambiente possamos refletir sobre a condição humana em nossa grande e misteriosa galáxia.

---------------

Nota: Veja as fotos que fizemos
 do sol naquele dia, em: http://multivias.blogspot.com.br/2011/09/via-natureza-o-sol-neste-minuto.html

-------------------------------------------

segunda-feira, abril 14, 2014

Via Natureza: Pequenos Amigos da Natureza



Clicamos esses pequeninos há algum tempo. Eles estão em postagens deste blog. O novo agora é a forma de apresentação. Cortei as fotos, dando mais destaque para nossos pequenos amigos. Vejam como ficou:

Besouro colorido

Libélula em um pé de erva-cidreira
 
Mosca-azul

Não sei seu nome, parece um aviãozinho.

Grilo

Popularmente é conhecido como "helicóptero" porque fica parado no ar.




---------------------------

sexta-feira, abril 04, 2014

Via Natureza: Cafuné e Carinho nas Alturas






Nosso angiqueiro sempre servindo como pouso para nossos carinhosos amiguinhos. Veja mais fotos dessas belezuras através dos marcadores "Aves do Cerrado", "Papagaio" ou “Periquitos”, logo aqui embaixo.

sábado, janeiro 11, 2014

Via Natureza: Céu, Paisagens e Formas do Cerrado

Fizemos essas fotos em novembro de 2012, postando-as no blog Natureza e Viver Sustentável. Hoje, durante uma caminhada, vi  e colhi muitos pequis, fazendo um delicioso arroz com pequi, um dos pratos típicos goianos. Qual a relação do pequi com esse post? É que na última foto, a da colagem, há a imagem de um bonito cacho de pequis. Vamos conferir o céu, as paisagens e as formas do cerrado?

Céu do Cerrado
O sol do céu do cerrado deixa tudo muito claro e azul. No amanhecer ou no pôr do sol os tons de azul, amarelo e vermelho se mesclam e tudo fica parecendo um quadro de tons encantadores. Talvez por essa claridade os meses secos ficam com pouca umidade, favorecendo as queimadas que acontecem em agosto e setembro. Muitas árvores não resistem e secam, sendo isso bem mais frequente nos últimos anos.

As fotos deste post foram feitas em Brasília e em seus arredores. A do por do sol e a do entardecer da colagem abaixo fiz na BR que liga Goiânia a Brasília.

Amanhecer, por do sol e um entardecer com sol e chuva














----------------

Quer ver mais fotos de pequi? Os frutos com e sem casca? Como fazer pequi em lascas? Receitas com pequi? Confira, neste mesmo blog, através dos marcadores "Pequi" e "É tempo de..."  logo aqui embaixo.  

-------------------------------------------