sexta-feira, abril 24, 2009

Via Verde: Acerola

Acerola


Imaginem uma frutífera de porte médio, com mais ou menos três metros de altura, toda verdinha. Como surgindo do nada começam a aparecer pequenos botões rosa que se abrem em flores.

Flores lilases, com o centro amarelo. Em alguns dias você tem uma pequena árvore toda colorida.


Estou falando de uma 'fábrica' de vitamina C chamada aceroleira.

Logo as flores se transformam em mini frutos verdes. Aí você tem de um verde claro - dos frutos, até um verde médio escuro - das folhas, ou seja, tom sobre tom, todo pontilhado de rosa, lilás e amarelo.


Os frutinhos crescem, passando do verde ao rosa e depois se pintam de vermelho. Quando maduros ficam com um chamativo vermelho vivo, dançando ao vento e se mostrando. E você, sorridente, começa a colhê-los e a saboreá-los. Que delícia!


-------------

Acerola, aceroleira. É também chamada de cereja das Antilhas. Nativa da América Central, América do Sul e das ilhas do Caribe. Além de um grande teor em vitamina C - com apenas duas acerolas supre-se a necessidade diária dessa vitamina - possui também vitamina A, B1, B2, B3, fósforo e ferro.*
...
Então, vamos plantar e colher vitamina C?

--------------

Fotos feitas durante o florir e o frutificar de minha aceroleira.
*Fonte sobre as vitaminas encontradas na acerola: http://www.brasilescola.com/

------------------------

14 comentários:

Brad disse...

Som destas bagas delicioso !
Brad

RENATA CORDEIRO disse...

Muito instrutiva a sua postagem. Que bom que gostou da minha Galeria. Volte sempre.
Um abraço,
Renata Cordeiro

Ricardo e Regina Calmon disse...

Todos os dias suco bebo de fruta essa ,amo, e á noite,como ninguém é de ferro, uma caipiríssima de acerola cai bem e muito!
Lindo seu post,uma dicotomia botânica e literária acerca da acerola!

Amadérrima Luísa , continue a nos adoçar com posts seus!

Viva a Vida escriba Linda!

Unknown disse...

Uma das minhas lembranças tristes foi ter vendido meu sitio. E com ele dezenas de pés de acerolas.

Luísa Nogueira disse...

Thank you, Brad!
É sempre um prazer vê-lo por aqui!
Luísa

Luísa Nogueira disse...

Obrigada, Renata! Volte mais vezes, o verde lhe aguarda!
Luísa

Luísa Nogueira disse...

Amado Calmon, sem você isto aqui não teria a menor graça...
Volte sempre,amigo!
Luísa

Luísa Nogueira disse...

Infelizmente, Antonio, o verde está ficando cada vez mais distante, não é mesmo?
Luísa

Anônimo disse...

QUE BELISSIMA A SUA POSTAGEM,ADOREI E AS INFORMAÇÕES TAMBÉM,PARABÉNS!!!
UM ABRAÇO E SEMPRE VOU ODAR UMA OLHADA NO SEU BLOG...

FJSasso disse...

Deu vontade de comer o maracujá... belas fotos.

RENATA CORDEIRO disse...

Luísa, já que gostou tanto do meu Blog, vim convidá-la para ir ao Galeria, onde resenhei o filme Austrália, que é muito bonito. Gostaria muito que você apreciasse a minha postagem. Por favor, não deixe de ir.
Vou indo, assim assim.
Um abraço,
Renata
Se não para ir hj, vá na segunda

Luísa Nogueira disse...

Obrigada, "Anônimo"! Venha, sim! Este blog foi feito para todos que curtem a mãe natureza e deseja preservá-la. Um abraço!

Luísa Nogueira disse...

Fique a vontade, Sasso! E obrigada, amigo!

Luísa Nogueira disse...

Não, Renata, você não vai "asim, assim..." Levante a cabeça e siga em frente! Logo você verá que tudo não passou de uma pequena peça do destino. Sabe para quê? Para fortificá-la!
Caminhe com fé, amiga!