sábado, julho 19, 2008

Via Olhando o Céu: Céu Rendado - l

Céu Ren da do


Após semanas de uma inércia dolorida, estou acordando...

Minha filha, depois de tirar algumas fotos com sua amiga, diz: "Toma, mãe, a máquina é sua." Respondi: "Não, você guarda!" Mas, ela já estava longe. Com o aparelho nas mãos, pensei "passar o tempo" tirando fotos de flores - tinha muitas à minha volta.

Era o início da tarde de ontem. Notei que o céu estava de um azul só, sem nuances. Nuvens? Quase nenhuma. Observei isso enquanto caminhava sob a copa de uma grande árvore: um angico. O angico tem folhas alongadas, pequenas e finas. Bem delicadas. As pontas de seus galhos parecem plumas flutuando. E, com aquele céu como fundo ficavam deslumbrantes.

Olhando para o céu, cliquei aquela paisagem de rendas verdes com fundo azul. Continuei debaixo de outras árvores, fotografando folhas de diferentes texturas, tipos e tamanhos. Cada uma com um tom de verde. O resultado: fotos de rendas verdes, às vezes 'ton sur ton', aplicadas em tecidos da cor do anil.

A tarde já caía quando selecionei, editei e postei algumas fotos neste blog.

Um simples gesto e um retornar de olhar. Um retornar para a vida, que segue embalando folhas e sonhos.


Angico - Árvore de médio a grande porte, da família das leguminosas, de folhas miúdas e frutos alongados do tipo vagem. Suas flores são minúsculas, brancas e agrupadas em cachos. A casca de seu tronco é medicinal, assim como suas folhas.



    -----------------------------------------------

Um comentário:

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Querida Luísa
Que bom quando encontramos formas homenagear e emenizar a dor. Para minha mãe foram longos 2 anos e 3 meses de sofrimento, do qual não consegui ficar isenta, pois tendo ela perdido um filho, o primeiro em sua vida, já com 89 anos, não superou e foi definhando.
Também já realizei algumas coisas como homenagem a ela que já não pode mais estar entre nós e realizar.
Um abraço com carinho e conforto.
Bjs
PS. Hoje faz um mês.